top of page
  • Foto do escritorArcos Tour

O Livro de São Cipriano

O Livro de São Cipriano - Lendas - Parque Nacional Peneda Gerês

Era uma vez...

A lenda do Livro de São Cipriano, é uma das várias lendas que ecoam nas aldeias do Parque Nacional Peneda Gerês, envolta em mistério com uma aura mágica e esotérica. A história varia, mas existe uma versão que é frequentemente contada, em que o Livro de São Cipriano era usado para feitiços ligados à inveja e à paixão cega. São Cipriano, foi um feiticeiro convertido ao cristianismo, figura histórica que viveu na Antióquia, entre a Síria e a Arábia. A lenda diz que, antes de sua conversão ao cristianismo, ele era um mago notório e praticante de artes ocultas, acumulando grande conhecimento em magia negra. A história começa com a juventude de São Cipriano, quando ele fez um pacto com o diabo para adquirir poderes mágicos. Esse pacto foi selado em um livro especial, que posteriormente ficou conhecido como o Livro de São Cipriano - o livro da capa preta.


O Livro de São Cipriano - Lendas - Parque Nacional Peneda Gerês

A reviravolta na vida de Cipriano ocorre quando ele conhece Justina, uma jovem cristã devota. Cipriano, instigado por um amigo cristão chamado Eusébio, tenta usar os seus poderes mágicos para seduzir Justina. No entanto, todos os seus feitiços falham devido à fé inabalável dela em Jesus Cristo. Frustrado e intrigado, Cipriano confronta o demônio e descobre que o sinal da cruz é uma força poderosa contra as artes das trevas. Nesse momento marca sua transformação e o início de sua jornada de conversão ao cristianismo.


O Livro de São Cipriano - Lendas - Parque Nacional Peneda Gerês

Para simbolizar sua renúncia à magia negra, Cipriano queima seus livros de feitiçaria, incluindo o pacto com o diabo. Distribui as suas riquezas aos pobres e decidiu seguir uma vida de penitência. Após sua conversão, Cipriano e Justina tornaram-se perseguidos pelo Imperador Diocleciano devido à sua fé cristã. Eles enfrentaram torturas cruéis, mas permanecem firmes em sua crença até serem condenados à morte.


O Livro de São Cipriano - Lendas - Parque Nacional Peneda Gerês

A lenda atinge seu ápice quando, durante a execução, Cipriano e Justina são jogados em uma caldeira fervente. Surpreendentemente, eles não sofrem mazelas não sendo afetados pelo fogo. Tal acontecimento foi interpretado como um milagre divino. Um feiticeiro chamado Athanásio, ao testemunhar o que acontece com Cipriano, tenta replicar o ato lançando-se na mesma caldeira. No entanto, ele morre instantaneamente, indicando a diferença entre o poder divino e as artes das trevas. Após a morte dos mártires, seus corpos são ocultados por cristãos devotos e, mais tarde, transladados para a Basílica de São João Latrão, em Roma.


O Livro de São Cipriano - Lendas - Parque Nacional Peneda Gerês

Esta lenda é rica em elementos de conversão, milagres e confrontos entre o divino e o oculto. O Livro de São Cipriano, que desempenhou um papel crucial na fase de magia negra de Cipriano, torna-se uma peça central na narrativa, associada à sua transformação espiritual.


9 visualizações
bottom of page