top of page
  • Foto do escritorArcos Tour

O Juiz de Soajo

Juiz de Soajo - Lendas - Parque Nacional Peneda Gerês

Era uma vez...

Em tempos medievais, no atual Parque Nacional Peneda Gerês, mais precisamente na Vila do Soajo, existia um juiz conhecido do povo por sua inteligência, astúcia e senso de justiça: o Ti Saramalho.

A região era marcada por conflitos transfronteiriços, mas também por disputas entre habitantes, seja por questões relacionadas a águas de regadio ou a desentendimentos amorosos. Posto isto, era comum que os nativos resolvessem seus problemas "à moda antiga", muitas vezes resultando em situações extremas, como homicídios.


Juiz de Soajo - Lendas - Parque Nacional Peneda Gerês

Certo dia, enquanto Ti Saramalho se dirigia à sua terra natal, testemunhou um homicídio com seus próprios olhos, tornando-se testemunha ocular. A partir desse momento, acusações injustas começaram a surgir visando incriminar um inocente para ilibar o verdadeiro culpado. Consciente da inocência do acusado, mas também ciente das provas que o incriminavam, o juiz Ti Saramalho, impossibilitado de intervir diretamente como testemunha, precisou empregar sua inteligência para salvar o inocente. Como tal, elaborou uma sentença que reflete a essência Soajeira:


Juiz de Soajo - Lendas - Parque Nacional Peneda Gerês
“Morra que não morra, dê-se-lhe um nó que não corra, ou degredado toda a vida e com cem anos para se preparar.”

A imposição dessa pena gerou grande comoção entre os habitantes, levantando uma forte polêmica sobre o significado da sentença. Diante de tal alarido e do recurso interposto pela família da vítima, Ti Saramalho foi convocado ao Tribunal da Relação do Porto para explicar tal sentença. Cavalgando até ao porto de Viana do Castelo, e navegando de caravela até ao Porto, assim foi Ti Sarramalho.


Juiz de Soajo - Lendas - Parque Nacional Peneda Gerês

Ao chegar ao tribunal, além de uma espera prolongada, ao ser convidado a participar na audiência, foi desrespeitosamente mantido de pé, sem que lhe fosse concedida uma cadeira. Tal gesto, provavelmente motivado pela apresentação mais rural de Ti Saramalho, ou uma mentalidade de superioridade, não o abalou. Com naturalidade, o juiz dobrou sua capa negra e utilizou-a como assento improvisado.


Juiz de Soajo - Lendas - Parque Nacional Peneda Gerês

Durante a audiência, ao responder às perguntas dos presentes, Ti Saramalho, com sua inteligência aguçada, explicou de forma clara e astuta os motivos da sentença proferida, que visava tornar o homem um condenado não condenado, sendo que não foi ele que assassinou a vítima.

Fascinados com tal sentença, e com a forma como Ti Sarramalho apresentou defesa, foi-lhe assim concedida a razão sobre a causa. Ao se retirar da audiência, um funcionário correu atrás de Ti Sarramalho para devolver a capa que havia sido utilizada como cadeira. Educadamente e com postura firme, Ti Saramalho afirmou:

"Juiz de Soajo, cadeira em que se sentou, nunca consigo levou."

Tal resposta foi a forma que Ti Sarramalho encontrou para censurar a atitude dos envolvidos da Relação do Porto por não o terem tratado com o respeito e a deferência que o seu cargo merecia.


Juiz de Soajo - Lendas - Parque Nacional Peneda Gerês
Representação teatral Juiz de Soajo

As Frases de Ti Sarramalho

Frase: “Morra que não morra, dê-se-lhe um nó que não corra, ou degredado toda a vida e com cem anos para se preparar.”

Significado: Visto que o acusado do crime era inocente, Ti Sarramalho arranjou uma sentença para que ele em vida nunca fosse preso, pois disse que teria 100 anos para se prepara, ou seja, provavelmente já nem estaria vivo.


Frase: "Juiz de Soajo, cadeira em que se sentou, nunca consigo levou."

Significado: Já foi à casa de alguém e trouxe a cadeira consigo? Não, pois não? Assim foi a forma que Ti Sarramalho encontrou para demonstrar a falta de cuidado de quem o recebeu, e criar assim uma lenda.



1.662 visualizações

コメント


Atividades:

Experience • Quad • 1h

Experience • Quad • 1h

Desde

59

Premium Sunset • Buggy • 2h

Premium Sunset • Buggy • 2h

Desde

149

Baptism • Buggy • 1h

Baptism • Buggy • 1h

Desde

69

1/2 Day • Quad • 4h

1/2 Day • Quad • 4h

Desde

159

Medieval • Quad • 2h

Medieval • Quad • 2h

Desde

99

1/2 Day • Buggy • 4h

1/2 Day • Buggy • 4h

Desde

189

Nature • Buggy • 2h

Nature • Buggy • 2h

Desde

119

bottom of page